1 Congresso Brasileiro de Halitose



Idosos versus halitose, no Congresso Brasileiro de Halitose

14/09/2012 17h28

Na de sexta-feira (14), a vice-presidente da ABAH, Dra. Maria Cecilia Aguiar de Natal (RN) participou do I Congresso Brasileiro de Halitose, em Fortaleza. Especialista em Odontogeratria, Dra Maria Cecília abordou o tem “Halitose no paciente geriátrico: Por que é tão prevalente?”. Segundo a especialista, 67,25% dos portadores de Halitose têm mais de 65 anos.

“É bastante comum o idoso sentir-se incomodado com o mau hálito e muitas vezes isso influencia na sua qualidade de vida”, disse a mestre e doutoranda em Saúde Coletiva na Universidade Federal do Rio Grande do Norte.
Como a vida do idoso é normalmente mais frágil, é importante saber a causa (ou as causas) rapidamente, para identificar algum possível problema sistêmico, para minimizar as conseqüências do desconforto e para evitar medidas paliativas que apenas postergam a solução do problema.

Ainda segundo Dra Maria Cecília, “as pessoas estão vivendo cada vez mais e mantendo seus dentes até idades antes não vistas, algo que precisa ser analisado pelos profissionais de saúde. Este quadro representa uma mudança de cenário e de perfil dos pacientes idosos”.

Halitose
Entre os fatores mais causadores de halitose entre os idosos, está a questão da higiene bucal, especialmente das próteses dentárias.

A especialista em odontogeriatria destaca alguns cuidados importantes “que fazem diferença na saúde bucal daqueles que muitas vezes não conseguem fazer a higienização adequadamente”: o dentista precisa explicar em alto e bom som como deve ser a limpeza, repetir diversas vezes e sugerir formas de lembretes como um recado no marcador de página normalmente utilizado em leituras noturnas, por exemplo, ajudam muito, pois associa o habito da leitura ao da higiene bucal noturna, exemplifica.

Cuidadores
Pacientes com problemas nas mãos causados por artrite e artrose possuem uma dificuldade maior no manuseio da escova de dente, o que interfere na limpeza correta do dorso e da língua. “Uma boa dica é indicar a escova de dente elétrica”.

A dentista – que também é pos graduada em Prótese Dentária, Estética, Dentística Restauradora, Acupuntura direcionada à Odontologia, Desordens Temporomandibulares e dor Orofacial - destacou que não apenas os idosos, mas também os cuidadores dos idosos precisam saber a forma correta da higiene bucal.

Para finalizar, Dra Maria Cecília lembrou que “diabetes, assim como doenças renais, hepáticas e autoimunes são enfermidades, mais comuns entre idosos, são causas conhecidas da halitose, assim como o uso de alguns medicamentos”.
   
  • Nenhum comentrio publicado. Clique aqui para comentar.
Grupo Hlito   perto de voc
O nosso objetivo é orientar profissionais de saúde e pacientes em busca do melhor tratamento da halitose.

No mapa e na relação abaixo, estão cadastrados periodontistas e profissionais de saúde com formação a nível de pósgraduação em tratamento de halitose no Brasil e exterior.

São profissionais com efetiva experiência prática e constante atualização acadêmica, que seguem o rígido conceito da saúde conservadora (menos intervencionista), com olhos para os diversos fatores sistêmicos causadores do mau hálito.

Encontre uma clínica ou consultório do Grupo Hálito perto de você:
AC AM RR PA AP MA PI CE RN PB PE AL SE BA ES RJ MG SP PR SC RS MS RO MT TO GO DF