Profissionais de Sade



Gosto Amargo pode indicar problema de sade

07/02/2018 07h24

A alteração de gosto pode envolver algumas disfunções do organismo. A mais comum é a doença periodontal que acumula no sulco gengival (entre o dente e a gengiva) substâncias que muitas vêzes têm gosto amargo. Entretanto, o gosto diferente também pode ser relacionado a carências nutricionais, alterações neurológicas ou metabólicas, estresse, ansiedade, assim como desequilíbrios hormonais, como os ocorridos durante a gravidez.

Inicialmente é importante avaliar se a alteração de gosto – como o gosto amargo - está sendo estimulado. Isto é, caso a pessoa tome vários cafezinhos ao longo do dia sem fazer algum tipo de higienização após o consumo, muito provavelmente “estará sempre acompanhada da sensação de gosto amargo na boca” alerta a especialista em halitose.

Zinquemia
Contudo, com ou sem estímulo, se a pessoa sente constantemente gosto ruim na boca (alteração senso-perceptiva gustativa) o primeiro passo é avaliar a sua produção salivar e sua quantidade de zinco no sangue (zinquemia).

Outra situação que traz a sensação de alteração de gosto é a redução severa de saliva. A hiposalivação pode gerar não somente o desagradável desconforto de gosto ruim persistente na boca, como resultar em outros problemas como ardências bucais, esofagites, fragilidades nas mucosas bucais, aftas, boca seca, dentre outros sinais e sintomas além de recorrentes lesões de cárie.

Quais são os tratamentos mais comuns? Dicas para disfarçar esse gosto de forma mais imediata?
Resposta: É muito difícil disfarçar gosto ruim de forma imediata, a não ser se utilizamos substâncias de sabor que preponderem ao gosto amargo. Evitar alimentos que sensibilizem as papilas gustativas valadas (que se localizam no V lingual, na parte posterior da língua), que são mais sensíveis à percepção do amargo, como o café, vinho e tabaco, podem ser também ferramentas para não se ter gosto amargo na boca, mas o mais importante é saber a causa e tratar.

Existe alguma relação entre o gosto amargo na boca e gravidez? ?
Resposta: Sim, percepções gustativas e olfativas mais acentuadas durante a gravidez podem acontecer. Pode-se dizer que é um maravilhoso mecanismo de defesa para a gestante.

Durante a gestação há uma série de alterações hormonais que podem afetar os sentidos do olfato e paladar, e acredita-se que o aumento da produção de estrógeno seja um dos fatores causais, o que favorece uma maior vascularização periférica dos tecidos, que por sua vez pode aumentar o sangramento gengival e enfim, resultar em gosto ruim na boca.

Alguns estudos também mostram que as papilas gustativas da língua crescem mais durante a gestação, o que poderia favorecer alteração gustativa. Porém, deve-se ressaltar que o uso de vitaminas pré-natais, pílulas hormonais e antibióticos, entre outros medicamentos, durante a gravidez tendem a causar como efeito colateral um gosto ruim ou metálico na boca, lembra Dra Fernanda de Paula, máe do Joaquim de apenas dois anos de idade..
   
  • Nenhum comentrio publicado. Clique aqui para comentar.
Grupo Hlito   perto de voc
O nosso objetivo é orientar profissionais de saúde e pacientes em busca do melhor tratamento da halitose.

No mapa e na relação abaixo, estão cadastrados periodontistas e profissionais de saúde com formação a nível de pósgraduação em tratamento de halitose no Brasil e exterior.

São profissionais com efetiva experiência prática e constante atualização acadêmica, que seguem o rígido conceito da saúde conservadora (menos intervencionista), com olhos para os diversos fatores sistêmicos causadores do mau hálito.

Encontre uma clínica ou consultório do Grupo Hálito perto de você:
AC AM RR PA AP MA PI CE RN PB PE AL SE BA ES RJ MG SP PR SC RS MS RO MT TO GO DF